8 de setembro de 2013

O castelo de Falls - Capítulo 2


Eu sabia que ele ia me bater. Meu coração começou a bater mais depressa, um frio na barriga tomou conta do meu corpo. O suor de medo escorria na minha testa. Como eu iria me defender dele? Ninguém iria me ajudar. Era o que eu pensava. O menino estava prestes a me bater quando chegou um garoto que lhe deu um soco. Eu fiquei congelada. O garoto começou a correr e o grandalhão correu com o rosto vermelho de raiva e do soco, que logo logo iria ficar roxo. O garoto que teve a coragem de bater no grandalhão tinha a aparencia bonita. Cabelos negros, curtos, olhos azuis e cara pálida. Não sei se ele era tão palido assim ou foi só o medo que feliz ele ficar assim, só sei que, seja quem for ele, sou muito grata por ter me livrado do grandão.
==
Quando bateu o sinal, todos foram para a sala de aula. Lá estava o nerd que eu tinha defendido, e lá também estava o garoto que tinha me defendido. Não sei a qual dos dois eu iria falar primeiro. Então decidi falar com o cara pálida. 
-Oque você fez foi muito perigoso, mas corajoso. Obrigada! - Eu disse para ele.
-Eu não podia ficar parado vendo ele te espancar.
-Não sei se ele faria isso..
-Faria, faria sim.
Eu respirei fundo.
-Meu nome é Cecília, e o seu? - Perguntei para ele.
-Meu nome é Charlie. - Um sorriso abriu em seu rosto.
Aquele menino era muito bonito, e seu olhos...bem..Eram encantadores, brilhavam toda vez que ele estava feliz. Acho que ele ficou muito feliz em me ver, pois seus olhos brilhavam de um jeito magnifico. 
-Por que você estava com aquele butijão ambulânte? - Perguntou Charlie para mim.
-Ora, ele estava tentando machucar um garoto! Um garoto indefeso! - Disse eu. Ele deu uma risada abafada.
-Estava tentando tirar satisfações com ''Terry o assassino''?- Disse Charlie.
- Terry o assasino?- Perguntei. - Por que esse nome?
-Ele é medonho, todos tem medo dele e de sua ''gangue''. São valentões que batem até em meninas. O irmão do Terry, Carlos, foi expulso 5 vezes de várias escolas por agredir os alunos e até os professores. Dizem até que na faculdade, bateu no diretor. - Disse Charlie com uma voz de como se tivesse contando uma história de terror.
Eu fiquei em silêncio. A professora entrou na sala e ja foi mandando agente abrir os livros.''Chegou chegando'' disse para eu mesma.
Abri na página em que a professora disse e logo me espantei: fotos de várias casas que aparentavam ser mal-assombradas em toda parte do livro. Nós iriamos aprender sobre aquilo? Ridículo! Não acredito nem um pouco em fantasmas, ainda bem! Imagina, morar num cemitério e morrer de medo de fantasmas? Nem queira imaginar. A professora explico sobre o trabalho:
-Turma, quero que faça um trabalho de três pessoas para o mês que vem. Vocês iram tentar relatar fatos sobre fantasmas, e até tentar investigar em algum local que aparenta ser mal-assombrado. Sei que muitos aqui não acreditam nisso, eu mesma não acredito. Mas a escola está fazendo parceiria com uma empresa que trabalha com filmes de terror. Esses fatos que vocês iram registrar, irá fazer parte de um filme. Por favor, peço que vocês não criem efeitos especiais, mesmo se não conseguirem capitar nada. - A professora terminou de explicar e começou a fazer a chamada. 
Que ótimo, pensei. Eu não tinha nem três amigos que poderiam me ajudar nesse trabalho.
-Cecília, vo-vo-cê quer fazer o trabalho co-co-comigo? - Disse o nerd que eu tinha defendido de Terry, o assassino.
-Como você sabe meu nome? - Disse eu para ele. Ele abaixou a cabeça - Ah, esqueça! Eu quero sim fazer o trabalho com você.- Ele sentou do meu lado- Ah, e qual é seu nome?- Eu perguntei.
-James- Disse ele.
- Olá James. Por que você gagueja tanto?- Eu perguntei.
- Gaguejo de nervosismo. Eu sou tão zombado que, te-tenho medo. Medo das pessoas, do que elas falam pra mim.
-Pois pare, porque enquanto você for meu amigo, ninguém irá mexer com você! Eu prometo! - Como eu poderia prometer isso para ele se eu mal consegui me defender de Terry? 
-Precisamos de mais uma pessoa para nosso grupo. Mas ninguém vai querer porque estou no grupo.- Disse James.
-Não seja tão duro consigo mesmo, James.- Disse eu- Tem uma pessoa que acho que vai querer.
Eu olhei para Charlie e o chamei. Pedi para ele e ele aceitou.
Depois que as aulas acabaram, nós fomos para a minha casa, e mostrei o castelo para eles. Nós iriamos passar a noite lá, para tentar gravar algo de sobrenatural. Seria a esperiencia mais medonha da minha vida.

Um comentário:

Comente a vontade, desde que saiba respeitar ;)
Ah, e não é necessário fazer uma conta para comentar, basta colocar como anônimo.

Emoticons:

♥❤∞ ☆ ★ ✖ 。◕‿◕。® ™ ☏✿゚✤
(◕‿◕✿) 。◕‿◕。 ⊱✿◕‿◕✿⊰(◡‿◡✿)(◕〝◕)◑▂◐ ◑0◐ ◑︿◐ ◑ω◐ ◑﹏◐ ◑△◐ ◑▽◐
●▂● ●0● ●︿● ●ω● ●﹏● ●△● ●▽●
⊙▂⊙ ⊙0⊙ ⊙︿⊙ ⊙ω⊙ ⊙﹏⊙ ⊙△⊙
≡(▔﹏▔)≡ ( ͡° ͜ʖ ͡°)